Notícias

ABAD – 2013 será em Fortaleza

16 de maio de 2012

Conforme noticiário veiculado na Revista JOTUJÉ   – Nº 50 (Ano VIII) – Maio/Junho de 2012. O evento maior do Setor Atacadista/Distribuidor do Brasil acontecerá em nosso Estado, pela 2ª vez, depois de 23 anos. Em artigo na página 35 o presidente, Francisco de Assis Barreto de Sousa, fez um retrospecto daquele que foi um dos maiores eventos realizados no Ceará, até então, e que colocou a Convenção da ABAD, àquela época batizado de CONAT em um novo patamar, iniciando uma trajetória que hoje o coloca entre os mais importantes do mundo. A seguir o artigo mencionado, na integra:

Para felicidade minha, estava cumprindo meu 1º mandato à frente da ACADE quando aconteceu o CONAT 90. Décimo Encontro Nacional do Setor Atacadista Distribuidor do Brasil.

Alguns fatos marcaram esse encontro, entre os quais destaco:

1) No ano de 1988 participando da reunião rotineira da ABAD, insistimos para que a feira, por se intitular nacional, fosse itinerante; depois de muitas batalhas finalmente foi aceita nossa tese, porém a 1º fora de São Paulo aconteceu em PE. Após algumas rusgas onde a ACADE por ter patrocinado essa idéia, ensaiou a sua retirada da ABAD, finalmente ficou acertado que no ano seguinte (1990) seria em Fortaleza.

Contamos à época, com 1.500 atacadistas e distribuidores de todo o país inscritos; um recorde para a época, e, conforme o presidente Ruy Carlos Silva declarou: “Estamos assistindo a uma nova definição da participação maciça do Estado em setores pertencentes à iniciativa privada”. Isso se deu em razão do bom relacionamento com as autoridades constituídas e do reconhecimento do setor tido até então como de “atravessadores”, que já começava a mostrar sua pujança, sua seriedade.

Tanto o governador Tasso Jereissati como o prefeito Juracy Magalhães apoiaram a idéia. No ano anterior, no jantar de encerramento da CONAT 89 em PE, o vice-prefeito Ciro Gomes esteve conosco convidando todo o setor a vir a Fortaleza no ano seguinte.

Como destacou o Jornal Diário do Nordeste de 15/08/90 em matéria de capa: “ Exatamente 14 personalidades sentaram à mesa, afora os cerca de 20 outros nomes citados”. Da relação constava o Prefeito Juracy Magalhães, o Presidente da Assembléia Legislativa, o Presidente da Câmara Municipal, os Secretários da Fazenda e da Indústria e Comércio, esse ultimo representando o governador Tasso Jereissati, além de atacadistas do Brasil, Argentina e Uruguai.

No discurso inicial o presidente da ACADE ao desejar as boas vindas a todos ressaltou: “Não poderíamos ficar omissos quando representamos um setor que emprega 250 mil pessoas e movimenta cerca de U$ 25 bi, representando 7% a 8% do PIB Nacional”.

65 empresas expuseram no evento ocupando toda a área disponível (1.800 m).

2) Outro ponto de debate foi o retorno da COBAL, que era bastante criticado por todo o setor principalmente pela concorrência desleal no que diz respeito à cobrança de impostos.

Vale ressaltar que estávamos em pleno “DESASTRE” do governo Collor.

3) Convém destacar que a ABAD à época de nosso presidente Ruy Silva tinha filiadas apenas 7 entidades em todo o país ( RS – RJ – SP – PE – PI – MA e CE) e que com a pecha de ATRAVESSADORES desbravamos espaços que nos eram negados, às custas de muita luta, muito trabalho; portanto meus respeitos aos pioneiros, a esses desbravadores.

4) As estatísticas disponíveis à época nos mostravam que existiam no Brasil 2.600 distribuidores/atacadistas. No sudeste 41% desse total e no nordeste 29% figurando em 2º lugar no país.

O setor possuía 15 mil vendedores atendendo a 3.470 municípios no Brasil.

A tonelagem deslocada por dia pela nossa frota era de 53 mil/dia, o equivalente a 60% da capacidade de armazenamento do Brasil.

5) Outro grande problema eram as rodovias que muito prejudicavam a distribuição. A ABAD patrocinou muitas cobranças de melhorias e abertura de novas estradas junto ao Ministério dos Transportes em Brasília.

6) A FEIRA SE TORNOU INTERNACIONAL. Recebemos companheiros da Argentina e Uruguai.

Aproveitamos a oportunidade para criarmos a AIDICOB – Associação Interamericana de Distribuidores de Produtos de Consumo Básico.

Posteriormente o Paraguai ingressou na entidade se juntando ao Brasil, Argentina e Uruguai.

Com relação ao retorno do evento ao nosso Estado, temos a certeza de que mais vitórias serão alcançadas, colocados mais base nesse imenso alicerce que é o crescimento desse importante setor da economia brasileira.

Parabéns à ACAD, pela conquista.

Parabéns à ABAD, pela lúcida iniciativa.

BRASIL…..O CEARÁ OS ESPERA COM O CARINHO QUE NOS É PECULIAR. SEJAM TODOS BEM-VINDOS.

AQUI TAMBÉM É A SUA CASA.